Home / Saúde / Mulher: conheça suas vacinas

Mulher: conheça suas vacinas

O Brasil é um país que oferece prevenção de doenças de forma gratuita e segura

Doenças já eliminadas do Brasil voltaram a preocupar o país. Os índices de

vacinação têm diminuído a cada ano. E, quando se fala neste tipo de proteção, apenas as crianças são lembradas como público-alvo.  Por isso, o Movimento Vacina Brasil, lançado pelo Ministério da Saúde, vem alertar a população para a importância de manter a vacinação em dia.

O Calendário Nacional de Vacinação também atende as mulheres indígenas e públicos vivendo em situações especiais, que precisam de atenção na tomada da vacina pela baixa imunidade, como mulheres vivendo com HIV/Aids, por exemplo.

A HPV, que previne o papiloma vírus humano, que causa cânceres e verrugas genitais. Ela é aplicada em meninas de 9 a 14 anos e são duas doses com 6 meses de intervalo. Temos a Meningocócica C, para meninas de 11 a 14 anos, com dose única ou reforço. Outra, é vacina da Hepatite B, com 3 doses, de acordo com a situação vacinal.  Já a  Febre Amarela, é administrada em dose única. E também a Tríplice Viral, que previne contra o sarampo, a caxumba e a rubéola. Quem nunca se vacinou precisa de 2 doses, para mulheres de 20 a 29 anos, e 1 dose, para mulheres de 30 a 49 anos. Ainda temos a Dupla Adulto (DT), que previne a difteria e o tétano, e precisa de doses de reforço a cada 10 anos”.

O Calendário também prevê a Pneumocócica 23 Valente, que age contra a pneumonia, a otite, a meningite e outras doenças causadas pelo Pneumococo, com aplicação de uma se e é indicada para grupos-alvo específicos a depender da situação vacinal.

Temos a Tríplice bacteriana acelular do tipo adulto (dTpa), contra a difteria, o tétano e a coqueluche, com uma dose a cada gestação, com recomendação entre a 27ª e a 36ª semanas.

Para terminar, temos a Vacina contra gripe (influenza), para toda gestante e mulher após o parto, durante a campanha de vacinação, que ocorre todos os anos.

E vale ressaltar que a escolha da idade para a oferta de uma vacina é feita por meio de testes que comprovaram: os anticorpos são produzidos em maior quantidade naquela faixa etária, resultando em maior proteção.

Foto: Ministério da Saúde

Legenda: Movimento Vacina Brasil, lançado pelo Ministério da Saúde alerta a população para a importância de manter a vacinação em dia

Fonte: Ministério da Saúde/Blog da Saúde

Reportagem: Erika Braz

Sobre Valdir Sabiá

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *