Home / Região Metropolitana / MAIS DE 350 EM “CANA” NO CARNAVAL DE SÃO PAULO

MAIS DE 350 EM “CANA” NO CARNAVAL DE SÃO PAULO

A Operação Carnaval Mais Seguro levou às ruas mais de 24 mil policiais em todo o Estado para garantir a segurança da população no domingo de carnaval. Entre 0h de ontem (23) e 0h de hoje (24), 41.997 pessoas foram abordadas. Deste total, 351 foram detidas.

O reforço nas ações de policiamento possibilitou, por exemplo, a prisão de um homem e a apreensão de outros dois adolescentes que tentavam assaltar motoristas na região na zona leste da capital. Com o grupo foi encontrado um simulacro de arma de fogo. O caso foi registrado no 69º DP.

Ainda no âmbito da Operação Carnaval Mais Seguro, em Sumaré, policiais militares prenderam um homem que armazenava drogas na região do Parque Progresso. No local, foram encontrados cerca de 50 quilos de cocaína, além de porções de maconha, crack, pasta base, balanças de precisão e eppendorf vazios.

De acordo com as ocorrências registradas no período, foram recuperados 72 veículos, 41 quilos de entorpecentes apreendidos e 30 armas retiradas das ruas.

Para garantir a segurança no trânsito, os agentes também realizaram fiscalizações de 28.229 veículos. Condutores foram submetidos ao teste do etilômetro. Ao todo, 454 foram autuados por dirigir sob influência álcool ou substâncias psicoativas (o Art. 165 do CTB), 1.272 por se recusarem a realizar o teste (Art. 165A do CTB) e 20 flagrantes pelo artigo 306, do Código Brasileiro de Trânsito.

A operação

Com uma expectativa de público 25% maior do que a registrada no ano passado, as forças de segurança do Estado reforçaram o policiamento. Neste ano, a Operação Carnaval Mais Seguro conta um esquema especial com uma média de 15 mil policiais civis e militares atuando diariamente em todo o Estado de São Paulo.

Também há reforço no número de viaturas e de aeronaves. São 12 helicópteros Águia do Comando de Aviação da PM (CavPM) para o patrulhamento diário, monitoramento em tempo real em locais de eventos por meio do Dronepol – em média 50 drones por dia. O Sistema Olho de Águia é utilizado no equipamento e nas aeronaves, transmitindo imagens ao Centro de Operações da PM (Copom) para que atitudes suspeitas sejam rapidamente identificadas.

Participam ainda da operação policiais militares do Choque, dos Policiamentos Rodoviário, Ambiental e de Trânsito e do Corpo de Bombeiros. O Canil da PM será utilizado para a detecção de drogas, por meio de cães farejadores.

Os plantões nas unidades policiais foram reforçados para garantir agilidade no atendimento ao público. Além disso, o Instituto de Identificação Ricardo Gumbleton Daunt (IIRGD) apoiará os trabalhos com a utilização do novo Sistema de Reconhecimento Facial. A ferramenta, inaugurada em janeiro, receberá imagens das câmeras e do sistema móvel da prefeitura da Capital e, por meio de seu banco de dados com mais de 40 mil registros de pessoas, identificará possíveis desaparecido ou procurados pela Justiça.

A Superintendência da Polícia Técnico-Científica (SPTC), por sua vez, trabalhará com uma média de 160 profissionais e manterá força-tarefa, sobretudo, no litoral paulista, dando continuidade à Operação Verão.

Durante todo o período, o Centro Estadual de Gerenciamento do Carnaval Mais Seguro 2020, instalado no Centro de Operações Integradas (COI) da Capital, monitora as atividades. A Força-Tarefa é composta por todas as secretarias e órgãos públicos estaduais e da União.

Sobre Valdir Sabiá

Procuparar também por

CORONAVÍRUS – COVID-19: ÔNIBUS MUNICIPAL VAI PARAR  POR TEMPO INDETERMINADO NO ABC

Após assembleia realizada na manhã de hoje (18), o Consórcio Intermunicipal Grande ABC, que reúne …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *